GW Flexo Cores
GW Flexo Cores

A influência psicológica das cores

No dia a dia de quem faz impressos, sejam rótulos, embalagens ou folhetos, a importância das cores é visível.

Assim, este elemento, presente em toda a natureza e, portanto, no dia a dia do homem, vem sendo estudado a séculos, tanto nos aspectos produtivos quanto nos fisiológicos e psicológicos.

Não há dúvidas de que as cores afetam as pessoas, transmitindo as mais variadas impressões e sensações. Há alguns anos atrás, o professor Modesto Farina, da Universidade de São Paulo, fez um estudo sobre a influência psicológica das cores nas pessoas, analisando-as por sexo e estado civil.

Outros profissionais e pesquisadores, como David Katz, Rosa Maria Garcia (Mackenzie) e outros, também estudaram as sensações e efeitos psicológicos das cores nas pessoas.

Seria desnecessário, portanto, falarmos da relevância deste elemento nas embalagens e impressos.

Atingindo facilmente as pessoas através da visão, elas proporcionam um efeito marcante nos sentimentos humanos.

Combinações desarmoniosas e incoerentes podem trazer reações traumáticas, causando a falência do produto no ponto de venda.

Não é para menos que existam tantos estudos referentes ao assunto. As empresas já descobriram isto e usam a influência das cores em suas embalagens, atingindo diretamente os sentimentos das pessoas.

No século XVII, quando Isaac Newton estudava a luz, descobriu que esta era desmembrada em cores quando passava por um prisma e que os objetos absorviam algumas ondas de luz, mostrando, assim a suas cor. A partir daí, elas foram classificadas em primárias, secundária, terciária e assim gradativamente.

A seguir falaremos um pouco sobre esta classificação e o significado psicológico de algumas cores:

VERMELHO

É uma das cores primárias. É quente, dinâmica, guerreira, transmitindo a sensação de calor, fogo, sangue. Pode ser exaltante e até enervante. Significa força, alegria de viver, virilidade e dinamismo (carros esportivos são vermelhos e embalagens de cigarro tem elementos nesta cor).

Cor imponente e com alto grau de cromaticidade e saturação, pode dar a impressão de serenidade e dignidade, benevolência e charme. É uma cor contraditória, podendo simbolizar a fêmea ou ser masculina.

É a que mais se destaca e mais rapidamente é distinguida. Tons claros são mais fantasiosos e joviais. Tons escuros são mais graves, profundos e psíquicos.

A cor do planeta Marte, simbolizando o amor.

AMARELO

Outra das três cores primárias. É luminosa, gritante e vistosa, transmitindo a sensação de luz, ouro, sol. Evoca riqueza, poder, dominação e felicidade. É uma cor ativa ligada, muitas vezes, a impaciência. Não transmite profundidade, tanto que é pouco visível sobre fundo branco, mas ganha força sobre o fundo preto.

AZUL

A terceira cor primária. Observe, aqui, que utilizamos uma ordem aleatória pois as três cores primárias possuem a mesma importância. O azul é uma cor fria, calma, repousante, relaxante, transmitindo a sensação de infinito, felicidade e espiritualidade. É a mais profunda das cores, preferida pelos adultos, relembra a infância.

Transmite frescor, equilíbrio e tecnologia e está associada a água. Combinada com outras cores, deixa-as mais frias. Tons claros são mais frescos e higiênicos. Tons escuros chamam o homem ao infinito.

LARANJA

Cor secundária, originada da combinação do vermelho com o amarelo. É quente, viva, equilibrada, íntima, acolhedora, transmitindo a sensação de calor, luz, sol, fogo ardente. Transborda irradiação e expansão, pois possui a energia do vermelho. Psicologicamente é capaz de facilitar a digestão.

VERDE

Outra cor secundária, formada da combinação do amarelo com o azul. É a cor mais calma e tranqüila, transmitindo a sensação de relaxamento, satisfação, esperança, longevidade e imortalidade. Puxando para o amarelo, torna-se mais ativa, para o azul, mais séria e pensativa. Tons claros são mais indiferentes. Tons mais escuros são mais calmos.

É a cor da natureza.

VIOLETA

Terceira e não menos importante cor secundária. Originada da combinação do vermelho com o azul. É triste, melancólica, cheia de dignidade, transmitindo a sensação de espiritualidade e misticismo. Tons claros são mais alegres e perfumados. Tons escuros são mais melancólicos.

É a cor da magia.

BRANCO

No estudo da luz, é a fusão de todas as cores. Transmite a sensação de pureza, simplicidade e otimismo. Se isolada, transmite a impressão de vazio e infinito. Associado a frescor e higiene, sobretudo quando utilizada com o azul.

PRETO

É a ausência de luz, portanto de cor. Está associada com o infortúnio e a morte, transmitindo a sensação de total falta de sentimentos. Entretanto, quando acrescentado brilho confere nobreza, distinção e elegância.

CINZA

Cor intermediária entre o branco e o preto, não é cheio de possibilidades como o primeiro, nem tão passivo como o segundo. Transmite a sensação de monotonia, desânimo e medo, exprimindo um estado de espírito duvidoso e neutro. Tons escuros são mais desprezíveis e sujos.

ROSA

Possui um pouco da amor do vermelho. É tímido, romântico e de uma doçura melosa. Transmite a sensação de afeição e é a imagem material da feminilidade. Sugere intimidade.

Vale aqui algumas observações. A primeira é que, caso a embalagem ou impresso seja exportada, devemos tomar um cuidado adicional com as cores. Em cada país, alguns significados podem mudar. No Japão, por exemplo, o vermelho simboliza a sinceridade, a felicidade e o branco o luto.

Portanto, é interessante um estudo das tradições locais antes de determinarmos as cores das embalagens que para lá serão enviadas.

Esperamos que esse texto ajude na sua criatividade! Deixe seus comentários e, se tiver dúvidas, fale conosco.

Deixe um comentário